Floripa News
Cota??o
Florian?polis
Twitter Facebook RSS

Análise diaria mercado agricola milho soja açucar

Publicado em 19/10/2020 Editoria: AgroNews Comente!


MILHO - CORN
 

Os preços internacionais do milho futuro seguem subindo nesta segunda-feira na Bolsa de Chicago (CBOT). As principais cotações registravam movimentações positivas entre 2,50 e 2,75 pontos por volta das 11h50 (horário de Brasília).

Segundo informações do site internacional Farm Futures, o milho subiu esta manhã devido aos atrasos na chuva e neve em meio à temporada de colheita nos Estados Unidos, bem como fortes perspectivas de exportação. O USDA (Departamento de Agricultura dos Estados Unidos) informou uma nova venda de 468 mil toneladas de milho nesta segunda-feira (19). Do total, foram 345 mil toneladas para destinos não revelados e 123 mil toneladas para o México.

       
miho  
       
  B3 (Bolsa)    
nov/20 78,48 0,74%  
jan/21 78,5 0,83%  
mar/21 77,4 0,78%  
mai/21 72,5 1,61%  
Última atualização: 18:00 (19/10)  

Os preços futuros do milho contabilizavam ganhos na Bolsa Brasileira (B3) ao longo desta segunda-feira. As principais cotações registravam movimentações positivas entre 0,36% e 3,86% por volta das 17h07 (horário de Brasília).

O vencimento novembro/20 era cotado à R$ 78,18 com elevação de 0,36%, o janeiro/21 valia R$ 78,20 com alta de 0,45%, o março/21 era negociado por R$ 77,35 com ganho de 0,72% e o maio/21 tinha valor de R$ 71,35 com valorização de 3,86%.

O Indicador ESALQ/BM&FBovespa (região de Campinas – SP) do milho vem registrando avanço consecutivo há 13 dias e, na sexta-feira, 16, atingiu R$ 70,72/saca de 60 kg. Na parcial de outubro, a elevação do Indicador chega a 11,14%.

 A segunda-feira (19) chegou ao final com os preços do milho mais altos no mercado físico brasileiro. Em levantamento realizado pela equipe do Notícias Agrícolas, a única desvalorização foi percebida na praça de Luís Eduardo Magalhães/BA (1,92% e preço de R$ 51,00).

Já as valorizações apareceram em Pato Branco/PR (0,82% e preço de R$ 61,70), Marechal Cândido Rondon/PR (0,83% e preço de R$ 60,50), Ubiratã/PR (0,83% e preço de R$ 60,50), Eldorado/MS (0,87% e preço de R$ 58,30), Campinas/SP (1,37% e preço de R$ 74,00), Palma Sola/SC, Jataí/GO, Rio Verde/GO e Cândido Mota/SP (1,61% e preço de R$ 63,00), Londrina/PR (1,67% e preço de R$ 61,00), Ponta Grossa/PR e Maracaju/MS (3,13% e preço de R$ 66,00), Campo Grande/MS (3,23% e preço de R$ 64,00), Brasília/DF (3,33% e preço de R$ 62,00).

INDICADOR DO MILHO ESALQ/BM&FBOVESPA (Mercado)  
  VALOR R$ VAR./DIA VAR./MÊS VALOR US$  
19/10/2020 71,49 1,09% 12,35% 12,76  
16/10/2020 70,72 0,60% 11,14% 12,53  
15/10/2020 70,3 1,11% 10,48% 12,53  
14/10/2020 69,53 0,64% 9,27% 12,41  
13/10/2020 69,09 1,42% 8,58% 12,4  

Segundo pesquisadores do Cepea, o impulso aos valores segue vindo da baixa disponibilidade interna, da maior demanda e da retração de vendedores, que estão atentos ao clima e ao semeio da safra de verão 2020/21. Além disso, o avanço nos preços internacionais e o dólar em alto patamar também reforçam a valorização doméstica do cereal, tendo em vista que elevaram a paridade de exportação. Pesquisadores do Cepea ressaltam que esses aumentos nos preços têm preocupado consumidores domésticos do cereal.


SUGAR - AÇUCAR


Os contratos futuros do açúcar bruto negociados na ICE avançaram quase 2%.

O contrato março do açúcar bruto fechou em alta de 0,25 centavo de dólar, ou 1,8%, a 14,43 centavos de dólar por libra-peso, aproximando-se da máxima de sete meses e meio atingida na segunda-feira.

Operadores disseram que a incerteza em relação à política de exportações da Índia está dando sustentação ao açúcar, bem como a preocupação com um aperto da oferta no primeiro trimestre de 2021, antes do início da colheita no Brasil.

INDICADOR DO AÇÚCAR CRISTAL ESALQ/BVMF - SANTOS  
  VALOR R$ VAR./DIA VAR./MÊS VALOR US$    
19/10/2020 92,69 1,07% 4,71% 16,54    
16/10/2020 91,71 0,27% 3,60% 16,25    
15/10/2020 91,46 0,69% 3,32% 16,3    
14/10/2020 90,83 0,45% 2,61% 16,21    
13/10/2020 90,42 0,07% 2,15% 16,22    
Nota: Reais por saca de 50 kg, com ICMS (7%) .        
  media R$ 91,42        
  valor saco $ 16,33        
  valor ton $ 326,51  porto santos - FAS - icmusa 130 - 180  
                          com 7% icms    

Eles acrescentaram, no entanto, que os especuladores – principais compradores – podem estar ficando sem fundos para empurrar o preço do açúcar a níveis muito mais altos.

O açúcar branco para dezembro avançou 7,80 dólares, ou 2,0%, para 396,00 dólares por tonelada.

Prêmio está em torno de $20 nas top 3 produtoras de açucar do mercado brasileiro.

 

SOYBEAN - SOJA 
 

O mercado da soja operou durante toda a segunda-feira (19) com leves altas e assim encerrou o dia na Bolsa de Chicago. Os futuros da oleaginosa subiram entre 3,75 e 4,25 pontos nos principais vencimentos, levando o novembro a US$ 10,54 e o maio/21 a US$ 10,37 por bushel neste início de semana. 

Na Bolsa de Chicago, os ganhos continuam sendo motivados, principalmente, pela demanda forte. "A tendência para os próximos dias, apesar de uma possibilidade de correção, é de que os preços continuem subindo", explica Ginaldo de Sousa, diretor geral do Grupo Labhoro. 

         
SOJA - CME - CHICAGO  
CONTRATO US$/bu Variação (cts/US$) Variação (%)  
nov/20 10,5425 4,25 0,4  
jan/21 10,54 3,75 0,36  
mar/21 10,4225 4,5 0,43  
mai/21 10,375 4,25 0,41  
Última atualização: 16:00 (19/10)    

Na semana encerrada em 15 de outubro, os EUA embarcaram 2,173,521 milhões de toneladas de soja, enquanto o mercado esperava algo entre 1,2 milhão e 2,2 milhões de toneladas. No acumulado do ano comercial, os embarques americanos somam 11,518,836  milhões de toneladas, 77% a mais do que no mesmo período do anterior. Os números foram reportados pelo USDA (Departamento de Agricultura dos Estados Unidos) nesta segunda-feira. 

Ainda nesta segunda, o dólar caiu frente ao real. A moeda americana, todavia, permanece próxima dos R$ 5,60 e servindo como importante pilar de suporte às cotações no mercado brasileiro, onde as referências continuam bastante firmes. Em Brasília/DF, a cotação subiu 5,44% para chegar aos R$ 155,00 por saca. 

  soja US$ 5,6  
         
  B3 (Bolsa)      
CONTRATO US$/sc R$/sc VAR  
nov/20 23,32 130,592 0,52%  
         
Última atualização: 14:28 (19/10)  

A suspensão da TEC (Tarifa Externa Comum) para a soja e o milho importados pelo Brasil de países de fora do Mercosul foi confirmada na última sexta-feira (16), porém, não deve ter qualquer efeito prático sobre os preços de ambos os produtos no país, conforme explica o analista e consultor de mercado, diretor do SIMConsult, Liones Severo, ao Notícias Agrícolas. "A escassez é no mundo todo", diz. 

Com a oferta ajustada no mundo todo, a soja e o milho importados chegariam ao Brasil com preços mais elevados do que os registrados atualmente no país. Para a oleaginosa, seriam valores entre R$ 170,00 e R$ 175,00 por saca, na equivalência com base nos portos brasileiros. No interior brasileiro, já se registra soja a até R$ 163,00 por saca. 

SOJA - PREMIO  
CONTRATO VALOR  
out/20 200  
nov/20 200  
fev/21 105  
mar/21 75  
Última atualização: 19/10/2020  

Além da pouca oferta disponível, o dólar alto frente ao real - ainda operando na casa dos R$ 5,60 e podendo ampliar sua valorização frente à moeda brasileira até o final deste ano - os prêmios altos e o encarecimento do frete e de operações portuárias também deverão elevar o preço dos produtos importados. 

A operação de colocar a soja no navio, nos EUA, por exemplo, que tradicionalmente vale de US$ 0,08 a US$ 0,16 por bushel passou a valer de US$ 0,90 a US$ 1,00/bushel. "Isso sem contar que a capacidade dos portos norte-americanos está esgotada até novembro pelas fortes compras chinesas. Essa soja ou milho teriam que vir dos portos da Costa Leste, o que faz com que logística - inclusive internamente nos EUA - fique ainda mais cara", explica Liones Severo. 

               
               
Preço soja referência (chicago ):$/MT 460,86   19/out    
               
Preço Brasil - esalq - Paranaguá: $/MT 469,97   19/out    
               
Preço Brasil - MI - Paranaguá: $/MT 467,26   19/out    
PREÇO REFERÊNCIA FAS PARANAGUÁ NET.  Preço Brasil MI = R$ 157 por saca    

No mercado internacional, o óleo de soja fechou em baixa na China e Europa, com alta na Índia. No porto chinês de Dallian a soja avançou para US$ 690,86 contra US$ 671,43 do dia anterior; o farelo de soja avançou para US$ 479,24, como os US$ 476,87 do dia anterior e o óleo de soja recuou para US$ 1.055,26 como os US$ 1.076,01 do dia anterior.

Em  Rotterdam, o principal  porto  não-China  de demanda de soja e subprodutos, o preço do primeiro mês cotado da soja-grão avançou para US$  457,50/t contra os US$ 455,80/t do dia anterior; o pellets de  soja  avançou  para  US$  495,00  contra  os  US$  482,00  do  dia anterior.

A soja brasileira começa a ficar menos atrativa aos importadores neste período de entressafra, já que a disponibilidade é baixa e os preços internos estão em patamares recordes. Assim, pesquisadores do Cepea indicam que a demanda se volta aos Estados Unidos, onde a colheita está em ritmo intenso, favorecida pelo clima.

INDICADOR DA SOJA ESALQ/BM&FBOVESPA - PARANAGUÁ  
  VALOR R$ VAR./DIA VAR./MÊS VALOR US$ p
19/10/2020 157,91 -0,96% 6,61% 28,18  
16/10/2020 159,44 1,55% 7,64% 28,24  
15/10/2020 157,01 -0,41% 6,00% 27,98  
14/10/2020 157,66 -0,04% 6,44% 28,14  
13/10/2020 157,73 1,21% 6,49% 28,3  
           

No Brasil, demandantes têm dificuldades em realizar aquisições de novos lotes. Com isso, os preços ofertados no mercado interno se aproximam dos verificados nos portos brasileiros. O Indicador CEPEA/ESALQ Paraná avançou 2,8% entre 9 e 16 de outubro, a R$ 157,8/sc de 60 kg na sexta-feira, 16, e o Indicador ESALQ/BM&FBovespa Paranaguá (PR) registrou aumento de 2,3% no mesmo período, a R$ 159,44/sc na sexta.

Os preços do farelo de soja no mercado interno brasileiro continuaram subindo nesta semana,  entre 0,81% e 8,63%: em Anápolis subiram 1,6% para R$ 2.485,00/tonelada; em Campo Grande 3,91% para R$ 2.390,00; em Erechim 2,88% para R$ 2.500,00; em Ituiutaba 3,83% para R4 2.440,00; em Passo Fundo 0,87% para R$ 2.320,00; em Uberlândia 8,63% para R$ 2.770,00; em São Gabriel do Oeste 2,08% para T$ 2.450,00; em Maringá 7,84% para R$ 2.750,00; em Orlândia 2,92% para R4 2.470,00 e em Rio Verde 1,01% para R$ 2.490,00.

› FONTE: Floripa News (www.floripanews.com.br)

Comentários