Floripa News
Cota??o
Florian?polis
Twitter Facebook RSS

Professores de universidade capturam onça em Laguna

Publicado em 07/06/2018 Editoria: Cidades Comente!


Depois de diversos relatos de que uma onça estava rondando algumas cidades de Santa Catarina ela apareceu. Foi vista pela primeira vez na região do Mar Grosso, em Laguna, andou pelo bairro, assustou alguns moradores, entrou em casas procurando comida, mas acabou sendo capturada pelo médico veterinário e professor da Unisul, Joares May, na tarde de terça-feira (5). A onça não feriu ninguém e também não se machucou na hora da captura.

O professor Joares é especialista em captura de grandes felinos e foi acionado para auxiliar na ação e contou com a ajuda do professor Rodrigo Ávila Mendonça, do curso Ciências Biológicas da Unisul, da Polícia Ambiental e da Polícia Militar. A captura foi feita com disparo de dardo tranquilizante. Depois de sedado foi transportado para uma área de manejo de fauna no município de Laguna.

A onça é da espécie Puma Concolor, mas também pode ser chamada de Leão-Baio. Segundo o professor Joares May, o puma pode existir desde o Canadá até o Chile, extremo sul da América do Sul. É um animal comum em todos os biomas (pampa, mata atlântica, serrado, pantanal e caatinga), e em Santa Catarina vive próximo a região de Garuva.

Ainda de acordo com May, se trata de um felino jovem que pesa em média 52 quilos. “A gente crê que é um animal procurando área nova para se instalar, chamamos de animal em dispersão, que provavelmente entrou pela região de Imbituba, onde foi visto na semana passada”.

Para o professor este felino não apresenta riscos de ataque ao ser humano, pois não é característica do animal. “Não existe nenhum registro no Brasil de ataque a pessoas, no entanto ele pode atacar animais domésticos de pequeno porte como ovelha, cabra, cães e gatos.  No entanto, por medida de precaução, quando se encontra um animal desses a forma de reagir é simplesmente dar espaço para o animal, fazer silêncio, sair do ambiente, e comunicar as autoridades para que tomem as providências cabíveis”.

A onça já foi encaminhada ao seu habitat natural, foi encampinado pelo IMA (Instituto do Meio Ambiente de SC) e pela Polícia Ambiental em uma área de reserva do IMA na Serra do Mar e será monitorado com um auxílio de um rádio/colar GPS por um grupo de pesquisadores do Estado de Santa Catarina.

 

› FONTE: Assessoria de Comunicação da Unisul

Comentários