Floripa News
Cota??o
Florian?polis
Twitter Facebook RSS

Como a resiliência emocional interfere no seu sucesso no trabalho?

Publicado em 02/05/2018 Editoria: Artigos Comente!


Foto: Pixabay - banco de imagens

Foto: Pixabay - banco de imagens

A inteligência emocional é provavelmente a competência mais importante para o crescimento profissional. Apesar do conhecimento técnico ser indispensável para exercer qualquer função, a capacidade de gerenciar emoções está ganhando maior importância a cada dia dentro do mundo corporativo. Ter essa notável habilidade confere ao profissional maior competência para lidar com as adversidades, gerenciar pessoas e entregar resultados sob pressão - demanda cada vez mais recorrentes dentro das empresas.

A resiliência emocional nada mais é do que saber reconhecer os sentimentos e dar espaço para que esses se manifestem de maneira equilibrada. Inteligência emocional é manter-se íntegro mesmo quando tudo desaba à sua volta. É controlar a euforia, excitação e alegria diante de uma vitória e também dar vazão à tristeza, à raiva e ao medo de maneira moderada e prudente.

Nós desaprendermos a experimentar os sentimentos ruins. Nossa cultura nos cobra sucesso e felicidade de maneira deturpada, como se o estado de alegria deve-se ser permanente. Logo na infância recebemos um manual de comportamento, outro de sucesso e também um manual de felicidade. Tudo o que desviar dessa conduta, deve ser repreendido. E, claro, se você seguir as regras e não for feliz, é porque deve estar fazendo alguma coisa errada.

Infelizmente, ou felizmente, a vida é feita também de dessabores. Frustrações, fracassos e decisões erradas fazem parte da jornada e, nesse sentido, aprender a ressignificar o que não deu certo é tão importante quanto aprender a saborear e comemorar as vitórias.

O primeiro passo para identificar seu nível de resiliência emocional é tomar contato com suas emoções, reaprender a sentir. Pode parecer um absurdo o que eu estou falando, mas a maioria das pessoas está completamente desconectada de seus sentimentos. A única forma de ter controle e resiliência emocional é conhecer de perto o que você tem dentro de si.

Eu costumo chamar essa imersão de “método eu sou”. Por meio de perguntas poderosas, a pessoa repassa os momentos mais importantes de sua vida para descobrir e dar um significado à cada fase pela qual passou. Fazendo essa viagem pela sua história, é possível reconhecer qual é o seu modelo de sucesso pessoal, ressignificar os paradigmas e acontecimentos “negativos’ para, a partir daí, apoderar-se novamente de suas escolhas e dar um novo sentido à sua própria vida.

À medida que o profissional consegue se reconectar com seus sentimentos é muito mais fácil identificar o ponto de equilíbrio de cada emoção e se permitir experimentar todas elas. Quando se retoma o controle dos seus sentimentos, é possível estar mais preparado para lidar com as adversidades do mundo corporativo e da vida pessoal como um todo.

Fortalecer a resiliência emocional é um processo que exige coragem para olhar para dentro e, mais do que isso, exige que o profissional esteja disposto a se reconectar com que é de fato. O importante é entender que resiliência emocional é estar em paz com a pessoa que você é, se aceitar plenamente. Assim, fica muito mais fácil tornar-se um profissional e uma pessoa de sucesso.

Por Lucas Fonseca - palestrante motivacional formado em administração de empresas com especialização em coaching. Fundador do Instituto Lucas Fonseca o palestrante criou a metodologia MAP - Mindset de Alta Permormance.

 

› FONTE: Floripa News (www.floripanews.com.br)

Comentários