Floripa News
Cota??o
Florian?polis
Twitter Facebook RSS

Mutirão de exames e consultas em Itajaí começam na segunda-feira

Publicado em 11/05/2017 Editoria: Cidades Comente!


foto divulgação internet

foto divulgação internet

Ressonância magnética, tomografia, ultrassonografia, endoscopia e colonoscopia estão entre os procedimentos que serão realizados pelo município

O Município de Itajaí, por meio da Secretaria de Saúde, assinou na manhã desta quinta-feira (11) os contratos e planos operativos para dar início ao mutirão de exames e consultas especializadas. A partir de segunda-feira (15), os prestadores de serviço credenciados começarão a chamar os pacientes que estão nas filas de espera por ressonâncias magnéticas, tomografias, ultrassonografias, dopplers, endoscopias, colonoscopias, ecocardiogramas, espirometrias, além de consultas de anestesiologia e ortopedia. Atualmente, há uma demanda reprimida de mais de 26 mil procedimentos somente nessas áreas.

Inicialmente, serão chamadas pessoas com maior vulnerabilidade e quadro clínico grave para fazer os exames e as consultas contratadas. A intenção da Secretaria de Saúde é finalizar em quatro meses a demanda reprimida até 2016. E, até o mês de janeiro de 2018, zerar a fila de espera do município, incluindo os procedimentos solicitados em 2017. O investimento total no mutirão é de aproximadamente R$ 5 milhões, custeados com recursos do Fundo Municipal de Saúde.

Em coletiva de imprensa nesta quinta, o secretário de Saúde, Celso Luiz Dellagiustina, destacou o trabalho do Departamento de Regulação, Controle, Avaliação e Auditoria para fazer o levantamento e a atualização das filas de espera para dar início ao mutirão. “O mutirão era um compromisso do prefeito Volnei Morastoni, que com planejamento estamos conseguindo dar início hoje. Priorizamos, neste momento, exames e consultas com maior demanda da população, além das consultas com anestesiologista que vão agilizar as cirurgias eletivas oferecidas mensalmente pelo Hospital Marieta”, afirmou.

Dellagiustina também comentou sobre as ações que estão sendo feitas pelo município para evitar a formação de novas filas de espera por exames e consultas: “uma das medidas é o fortalecimento da Atenção Básica com a implantação do acolhimento e da demanda espontânea nas unidades básicas de saúde, tornando-as mais resolutivas e, após esse processo, a implantação de protocolos clínicos do Ministério da Saúde. Dessa forma, vamos melhorar a qualidade das solicitações de exames e consultas especializadas”.

Exames e consultas começam a ser agendados segunda-feira

A população que está aguardando na fila de espera por exames ou consultas deve esperar o contato dos prestadores de serviço contratados a partir de segunda-feira. No caso das ultrassonografias, quem fará o agendamento do exame são as unidades básicas de saúde.

Inicialmente, o município priorizou exames e consultas com maior demanda, como ressonâncias, tomografias, ultrassongrafias, endoscopias, colonoscopias e consultas de ortopedia e anestesiologia. No caso das ressonâncias magnéticas, por exemplo, estão previstos 2.800 exames para os quatro primeiros meses. A previsão é fazer ainda 1.000 colonoscopias e 2.000 endoscopias nos primeiros meses do mutirão – esses exames eram feitos fora do município e têm mais de 6.000 pacientes na espera. Já em relação a tomografia, a previsão é ofertar 2.000 exames nos quatro primeiros meses.

No caso das ultrassonagrafias, cuja demanda ultrapassa os 12.000 exames, o município passará a oferecer 1.800 exames mensais para a população. Hoje, todas as unidades básicas de saúde contam com pouco mais de 60 vagas mensais disponíveis para agendar seus pacientes, já que não havia prestador de serviço contratado. Com o mutirão, as cotas para realização de ultrassom serão divididas de forma proporcional à população abrangida por cada unidade.

Além disso, o edital de chamamento público lançado pelo município para contratar prestadores para o mutirão continua aberto até 31 de dezembro de 2017. Restam aproximadamente 9.800 consultas especializadas para contratação, pois não houve interessados em oferecer esses serviços até o momento.

Participaram da assinatura dos contratos do mutirão nesta quinta-feira os seguintes prestadores: Hospital Marieta Konder Bornhausen, Clínica São Lucas, MCI Clínica de Imagem e Clínica Felizmed.

› FONTE: Prefeitura de Itajaí

Comentários