Floripa News
Cota??o
Florian?polis
Twitter Facebook RSS
Bondeconomia - Por Fernando Bond

Bondeconomia Por Fernando Bond

Bondeconomia - Por Fernando Bond

Ministro do Turismo critica travas da economia e pede ‘país aberto’

Publicado em 29/10/2018 Comente!

Ministro no Lide / Foto: Roberto Castro

Ministro no Lide / Foto: Roberto Castro

O ministro do Turismo, Vinicius Lummertz, fez uma análise positiva do novo momento que o país passar a viver a partir de segunda-feira, mas criticou “os diversos fatores que vão desde a burocracia, a judicialização e o custo Brasil, até a ideologização, o pensamento contrário ao empreendedorismo e ao empresário” que, segundo ele, “fazem da nossa nação um país travado, fechado ao mundo e conservador”, falando ao Grupo de Líderes Empresariais, o LIDE Santa Catarina, em Florianópolis.

Na abertura da palestra, o ministro fez o que chamou de “uma prestação de contas” dos avanços obtidos pelo turismo este ano, “como a implantação dos vistos eletrônicos que ampliou em 40% o movimento de visitantes dos Estados Unidos, Canadá, Japão e Austrália, a desregulamentação dos voos charter, o aumento de 90 para 180 dias nos vistos de trabalho das tripulações de navios de cruzeiro, além das medidas que se encontram na pauta da Câmara, como a transformação da Embratur em agência, a abertura do capital das aéreas, e a Lei Geral do Turismo”.

Em Santa Catarina, foram contemplados 81 municípios com obras por meio de recursos do Ministério, além da aprovação de R$ 670 milhões em projetos via Prodetur + Turismo para 33 cidades. “O Prodetur é um avanço espetacular, porque passamos a fazer com um órgão financiador brasileiro, o BNDES, e atende não só os municípios, mas também a iniciativa privada”. O programa tem um total de R$ 5 bilhões, dos quais R$ 3 bilhões já aprovados.


TURISMO MAIS COMPETITIVO

Na sua palestra, o ministro afirmou que o turismo brasileiro vem crescendo mais rápido que a própria economia do país. “Um estudo de competitividade do Fórum Econômico Mundial aponta o Brasil como o 72º país mais competitivo, porém no ranking turístico dessa mesma instituição estamos em 27º lugar. Ou seja, o turismo é três vezes mais competitivo do que a economia global do Brasil”, afirmou. Na mesma linha, observou que “historicamente o PIB do turismo tem crescido mais que o da economia – em 2017, por exemplo, cresceu 50% a mais, com 4,6%, enquanto o pais cresceu 3%”.

Lummertz também apresentou o vídeo produzido pelo movimento Turismo, nosso trabalho gera empregos. Afirmou que o setor é o que tem mais condições de criar postos de trabalho nos próximos quatro anos no país. “Enquanto na indústria a automação aumenta a produtividade mas diminui o número de empregos, no turismo a tecnologia e a inovação geram cada vez mais empregos, porque na medida que você facilita as condições para que o turista viaje, mais gente é contratada para atender essa demanda”, explicou.         

 

Comentários

Bondeconomia

Por Fernando Bond

Agenda

+ eventos