Floripa News
Cota??o
Florian?polis
Twitter Facebook RSS
A Vida é Crônica - Por Luiza Kons e Samantha Sant'Ana

A Vida é Crônica Por Luiza Kons e Samantha Sant'Ana

A Vida é Crônica - Por Luiza Kons e Samantha Sant'Ana

De primeira

Publicado em 10/06/2018 Comente!

Samantha Sant'Ana e Luiza Kons / Foto: Miriam Amorim

Samantha Sant'Ana e Luiza Kons / Foto: Miriam Amorim

Ah! O peso do primeiro. A primeira vez disso, daquilo, de sei lá o que. Minha cabeça trilhou tanta coisa. Nada parecia digno de fazer parte dessa ideia inicial. Como criar um texto que não me exponha tanto? Como ter coragem de iniciar algo novo e romper o medo de se encerrar antes mesmo de começar?

O peso do primeiro está em dar a cara para bater, romper o medo do ridículo, do que beltrano, ciclano e aquela sua amiga de infância vão pensar “oh, lá vai ela se lançando outra vez no fracasso”, “diz que estudou, e escreve um lixo desses”. Ou, existe aquela possibilidade de que ninguém pense nada a respeito do que você está fazendo “aquela ali? Nem sei, nem lembro”. Esta dói mais ainda.

Nessa loucura de analisar a possível possibilidade do que o outro pensaria acerca daquilo que vou fazer, quantas vezes não fiz foi é nada! Agora mesmo, estou me contorcendo com “será que esse parágrafo tem conexão com o de cima? “Quantas vezes repeti, quantas vezes?” “E quantas vezes rebusquei palavras para me esconder dentro da minha própria ideia?” Sim. Torturei-me tanto em escrever em primeira pessoa ou em discorrer sobre experiências pessoais íntimas. Não queria soar menor. Queria que os outros me vissem como importante “Você lembra dela? Diz coisas entendidas”. É que eu também gosto do entendido. Mas por isso não posso ser o coloquial? Sou múltipla. Tento me dar o benefício de ser incoerente. Tento porque sou a primeira a julgar a incoerência alheia.

No micro do instante respiro com um certo alívio. O alívio de soar banal. Assino o atestado do foda-se. Foda-se que esse presente texto vai se perder entre tantos outros na internet. Foda-se que o template vai ser velho e minhas gírias pouco usuais. Foda-se, é o primeiro, e todo primeiro já é instantaneamente mais passado que os outros.

 

Por Luiza Kons

 

Comentários

A Vida é Crônica

Por Luiza Kons e Samantha Sant'Ana

Agenda

+ eventos